Veto ao perdão das dívidas de igrejas e alta do arroz: Bolsonaro contra os homens maus | Thaís Oyama

“Os parlamentares decidiram que as igrejas estão dispensadas de quitar um dos poucos impostos que a lei lhes manda pagar, a Contribuição sobre o Lucro Líquido. Coube ao presidente Bolsonaro decidir se sancionaria ou vetaria a decisão do Congresso. Paulo Guedes queria que ele vetasse. A bancada evangélica do Congresso queria que ele sancionasse. Diante da situação, Bolsonaro tomou uma sábia decisão: vetou o projeto, mas não vetou muito”, analisa Thaís Oyama em sua coluna em vídeo de hoje.

————————-
Bem-vindo ao canal do UOL no YouTube. Aqui você encontra notícias direto da redação, tudo sobre política, matérias especiais e o melhor do mundo do entretenimento.

** INSCREVA-SE NO CANAL: http://bit.ly/2xolCQ2

Luccas Luccas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: