Ministério da saúde decide manter intervalo de 3 meses entre doses das vacinas Astrazeneca e Pfizer

A manutenção do intervalo de 90 dias ocorre no momento em que alguns estados anunciam a antecipação da segunda dose, para aumentar a proteção contra novas variantes. Por enquanto, não existem estudos que comprovem a eficácia com a antecipação.

#JornaldaCultura

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!