Luiz Felipe Pondé comenta situação de Weintraub: “no MEC a função dele era fazer guerra cultural”

http://youtu.be/FAy3X6t8vis

“No MEC a função dele era fazer guerra cultural. Esse caso do Banco Mundial, pela história do Banco Mundial é muito pouco provável que dê em alguma coisa (ser impedido de assumir o cargo)”, disse no #JornaldaCultura o filósofo Luiz Felipe Pondé.

#JornaldaCultura

Luccas Luccas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: