“Idade é o critério mais democrático e evita fraudes na vacinação”, diz Rosana Ritchtmann

Em participação no Jornal da Cultura desta quarta (9), a infectologista do Instituto Emílio Ribas e do Grupo Santa Joana, Rosana Richtmann, explicou como funciona a escolha dos públicos-alvo para vacinação. Segundo ela, o critério de idade é o mais democrático.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!