Deputado parte para o confronto contra o ministro Dias Toffoli, do STF, e rebate Alexandre de Moraes

Deputado parte para o confronto contra o ministro Dias Toffoli, do STF, e rebate Alexandre de Moraes

Em pronunciamento ao vivo, o deputado federal Otoni de Paula, aliado do presidente Jair Bolsonaro, fez um desabafo contundente ao abordar o aparelhamento da Justiça Brasileira e o que compreende como atos de sabotagem contra operações de combate à corrupção. Neste contexto, ele abordou o processo movido por Alexandre de Moraes, ministro do STF, e retrucou decisão de Dias Toffoli que anulou a delação de Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro.

O parlamentar principiou: “A Justiça Brasileira está comprada. Se venderam a peso de ouro. Comprometeram seu caráter, sua toga, sua dignidade na lama da patifaria, com a certeza de que usariam a mesma toga, a mesma caneta para protegerem uns aos outros. O ministro Dias Toffoli não pode jogar por terra a maior operação contra a corrupção que esse país já vivenciou”.

No ensejo, ele abordou como membros do STF estariam sendo protegidos. O parlamentar frisou: “Na prática, a partir de agora, ninguém com foro privilegiado poderá ser investigado. Você entendeu a jogada? A delação de Cabral atingia em cheio a Justiça do Rio de Janeiro e chegava a figuras do Supremo Tribunal Federal por tabela. Isso significa que as delações de Cabral eram uma bomba que atingiria a Corte Suprema, que atingiria o STF. Portanto, na prática, essa decisão do arquivamento das delações de Cabral significa que nenhuma autoridade com foro privilegiado no STF será alvo de punições decorrentes de acusações do ex-governador Cabral. É triste, Brasil (…). A delação de Cabral pegava a Globo, pegava a imprensa. Justiça sem vergonha”.

Ademais, ele exprimiu seu descontentamento: “Os canalhas se unem. Os canalhas se adoram. Os canalhas se protegem (…) Alexandre de Moraes está me processando e pedindo R$400 mil porque eu o chamei de esgoto do STF. Ele está me processando e deverá ganhar. Eu só não sei como vou pagar, pois não sou ladrão. Vivo do salário que ganho. Já levantaram minha vida. Já viram que estou limpo, que não lavo dinheiro, mas sei que minha vida na política será curta, pois, à medida que denuncio, conquisto inimigos que, de alguma forma, vão tentar me pegar”.

Inscreva-se em nosso canal para acompanhar todas as transmissões de Jair Bolsonaro, assim como os melhores vídeos sobre temas políticos: http://bit.ly/FolhaPoliticaYoutube
Acesse nosso site para mais informações: http://www.folhapolitica.org

Luccas Luccas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: